Pular para o conteúdo principal

Parasect

Saudações visitantes!

Chegamos ao final de mais um ano e essa, talvez será a última postagem desse mês. O desenho que vêm a seguir não só é um estudo, como a concretização da união entre as técnicas de guache que uso com o acréscimo dos lápis de cor profissional Prismacolor. Para quem não conhece, esse é o Pokémon Parasect, ele é uma espécie de inseto cogumelo.



Foi uma ótima experiência, uso os lápis de cor tanto para pigmentar algumas áreas, quanto para trabalhar as sombras e as luzes. Os lápis da Prismacolor claros, têm boa opacidade, por isso posso usá-los para criar luzes. Mas os escuros, preciso usar com cuidado, eles têm muito pigmento e podem estragar a pintura facilmente.


Depois de usar os lápis de cor com guache, gostei tanto  do resultado que resolvi tornar tanto o material, quanto a técnica, meus novos padrões de pintura. Por isso, investi um pouco e acabei acrescentando outros lápis profissionais ao "time", três Faber Castell Polychromos. Mantive a mesma linha de lápis, os de cera. Já possuo outros três lápis profissionais da linha Caran D'Ache Supracolor, mas são aquareláveis, por isso, uso eles antes, com o guache. Os lápis de cera, são usados apenas na finalização, por que a cera aceita que eu aplique outras camadas de guache sobre ela sem diluir.

Espero que o novo ano traga boas novas para todo mundo, se for para levar em conta o cenário político do país, não vejo nada bom nesse futuro. Mas como a estrada continua mesmo se você não quiser andar, o jeito é continuar caminhando, ou se arrastando se for necessário.

Se não voltar ao blog até o fim do ano, desejo boas festas para todos vocês e espero vê-los aqui no ano que vem.

Abraços!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oil Pastel

Saudações caros visitantes! Até cerca de uma semana atrás, dos materiais que eu possuo, acreditava que os pasteis oleosos eram os mais difíceis de se utilizar. Tentei aprender como funcionavam em três oportunidades diferentes e em nenhuma delas, obtive resultados satisfatórios. Mas isso mudou quando resolvi me desafiar. No início, fiz testes explorando as variações de cores disponíveis em desenhos bem simples. E a medida que comecei a entender melhor como utilizar o material, me arrisquei em pinturas mais complexas como a desse peixe logo acima. A seguir, o desenho à direita (a fruta de uma árvore de cacau), foi o primeiro desafio que me propus com os gizes. Usei basicamente as cores amareladas, avermelhadas e marrons, além do branco. O desenho à esquerda, foi o segundo realizado com os pasteis. Nele, testei basicamente os amarelos e o branco. A seguir, nos desenhos à esquerda, fiz testes com os gizes que possuem cores avermelhadas e esverdeadas. Já no desenho da direit

Boitatá | Gouache

Saudações visitantes! Vocês já assistiram alguma série que os deixou animados? Loucos para verem o próximo episódio? Então, assisti recentemente a série  Cidade Invisível , da Netflix. Ela foi inspirada no folclore brasileiro e apesar de não ter o roteiro perfeito, me deixou empolgadíssimo. Chegou ao ponto de postergar a conclusão da série a fim de saborear melhor a história e os personagens. Enfim, todo esse hype me fez criar a pintura que vêm a seguir. Ela foi inspirada pela lenda do Boitatá, uma criatura mítica do nosso folclore e que, apesar de não aparecer na série (ainda), é uma das minhas preferidas. Segundo a Wikipedia: Boitatá é um termo tupi-guarani , usado para designar, em todo o Brasil, o fenômeno do fogo-fátuo , e deste derivando algumas entidades míticas, das primeiras registradas no país. - FONTE . Para compor a pintura, usei fotos de referência da floresta amazônica e de algumas cobras. Queria representar um ambiente escuro para que o brilho do fogo se destacasse e e

Still life | Oil pastel

Saudações visitantes! Recentemente, houve um aumento considerável de acessos à postagem sobre pastel oleoso . Aí pensei: como o pessoal gostou do conteúdo, vou fazer mais um trabalho com pastel oleoso demonstrando minha evolução depois daqueles estudos, a fim de provar que o tempo pode maturar o conhecimento sobre algo. Há, estou reorganizando as postagens e "catalogando-as" por temas, como: Aquarela , Guache , etc. Basta conferirem no canto direito da tela em Marcadores . Foi a forma que encontrei para diminuir o caminho entre vocês e o que tenho à falar sobre esses assuntos. Bom, vamos à pintura. Pastel oleoso sobre papel Kraft 180 g - 297 x 210 mm