Pular para o conteúdo principal

Encomendas abertas!

Saudações visitante!

É com muita felicidade e apreensão que faço o post de hoje e apesar de estar feliz por abrir essa porta, me sinto apreensivo, pois esse será um caminho desconhecido para mim. Mas vamos lá...

Bom, hoje vou falar com vocês sobre os motivos que me levaram a abrir espaço para encomendas. Vou mostrar algumas das minhas limitações e vou tentar esclarecer uma coisa ou outra sobre isso.

A princípio, serão aceitas encomendas de trabalhos feitos com aquarela, guache e acrílica. Mas com algumas restrições, como:

  • Por enquanto, pinturas em guache e aquarela só podem ser disponibilizadas no formato A4 ou inferior e em papel.
  • Pinturas com acrílica podem ser fornecidas em formatos superiores ao A4, inclusive em telas de qualquer formato. Não consigo trabalhar com painéis ou com paredes ainda. E caso o cliente deseje a aplicação de molduras ou similares, o custo será passado à parte.

Lápis de cor, pastel seco e oleoso até podem vir a ser utilizados como materiais de suporte, não como base. Para trabalhar com esses materiais, ainda preciso adquirir outros recursos, como vernizes profissionais, borrachas elétricas e papeis especiais.

Outra coisa difícil de estabelecer é uma tabela fixa de valores. Como vou avaliar cada pedido independentemente, levando em conta a dificuldade de execução, o material escolhido e o suporte, não consigo estabelecer preços fixos ainda.

Encomendas de trabalhos digitais serão aceitas?
A princípio sim, mas isso será algo que vou avaliar caso a caso. Preciso saber se consigo atender as necessidades dos pedidos primeiro, avaliando tempo disponível para produção e a dificuldade, isso é muito importante. Esses trabalhos não serão realizados em horário comercial, então precisam ser avaliados com muito cuidado.

E por qual motivo resolveu abrir espaço para encomendas?
Bom, por enquanto a ideia não é usar isso como renda principal. Isso será usado para fomentar os estudos e a aquisição de novos materiais. Pensando nisso, também estou quase criando um Patreon para mim. Tenho que estudar muito ainda, quero aprender mais sobre desenho e sobre os materiais e para fazer isso, preciso de uma renda reserva. Os custos são altos...

Já pensei em criar canal no Youtube, mas não tenho os recursos para tal. Então, o jeito é produzir coisas que as pessoas possam comprar ou aceitar encomendas.  Quero estudar mais pastel seco e oleoso, aerografia e até grafite e muralismo. Mas com recursos financeiros limitados, cada passo deve ser dado com cuidado. Agora, quero mostrar alguns dos estilos com os quais podem contar. Em tese, qualquer estilo que tenha visto aqui está valendo.

O primeiro estilo de pintura é o que foi desenvolvido com o material com que tenho mais experiência e que nesse caso é o guache.

Essa pintura foi feita a partir de uma cena de o Senhor dos Anéis e retrata Gandalf (Ian McKellen), um dos meus personagens preferidos do filme e do livro. Em formato A4, papel Canson Aquarela 300 g e guache da Talens.*

Além dela, tem a pintura a seguir, que mostrei há alguns dias, pintura do personagem Morpheus, do filme Matrix. Também feita com Guache.

O segundo estilo ainda esta sendo estruturado, mas como tenho obtido bons resultados nos meus estudos com tinta acrílica e venho evoluindo cada vez mais, vou compartilhar isso também.

Essa pintura foi feita com tinta acrílica a partir de uma imagem de referência. Em formato A3 (uma das primeiras), usando como suporte, papel 200 g preparado com uma camada de tinta acrílica branca para parede da Iquine.*

O terceiro estilo é uma aquarela feita em papel Canson Aquarela 300 g usando a aquarela Van Gogh da Talens.  Pintei a atriz Ruth Souza para minha série de trabalhos sobre Grandes Pretos Brasileiros, o primeiro desse ano.*

O quarto estilo, é uma mistura entre a aquarela e o guache, ambos da Royal Talens. Uma combinação perfeita para mim.

O desenho acima é de um Calao de Capacete, uma ave muito bonita mas que está em risco de extinção por causa da protuberância que tem sobre o bico. Vocês acreditam que usam isso para fazer esculturas? O ser humano é impressionante, mas isso não é um elogio.*

O próximo e o mais simplificado dos exemplos, é um desenho de uma mexerica feita em formato A5, técnica mista de aquarela com guache.

Demorei muito para começar isso, por que além da insegurança que a maioria dos artistas tem, precisei investir em recursos que atendessem bem o meu público. Por isso, adquiri materiais de qualidade e vou poder oferecer trabalhos produzidos com:

  • Guache Royal Talens
  • Aquarela Pocket Box Van Gogh da Talens
  • Tinta acrílica de diversas marcas, como Pebeo, Corfix e Acrilex
  • Lápis de Prismacolor  Premier e os Faber Castell Super Soft
  • Giz e lápis pastel seco Toison D’or e Derwent
  • Lápis de cor aquarelável Derwent Watercolor e os Koh-I-Noor Modeluz

Além desses itens, recentemente adquiri o suporte para aquarela Canson XL Aquarelle, além de já contar com os papeis Canson Aquarela 300, Desenho 200Layout 180 e Kraft 200.

Agora, eu conto com vocês, divulgando ou encomendando. Caso queiram, basta entrar em contato através do e-mail: mateuscena1@gmail.com ou me chamar no direct do Instagram @mateuscena.

Em breve, volto aqui para falar sobre o Patreon, aguardem.

* - Ainda farei um post sobre essas pinturas, cada um abordando algo sobre as tintas e técnicas utilizadas nelas

Abraços e até breve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oil Pastel

Saudações caros visitantes! Até cerca de uma semana atrás, dos materiais que eu possuo, acreditava que os pasteis oleosos eram os mais difíceis de se utilizar. Tentei aprender como funcionavam em três oportunidades diferentes e em nenhuma delas, obtive resultados satisfatórios. Mas isso mudou quando resolvi me desafiar. No início, fiz testes explorando as variações de cores disponíveis em desenhos bem simples. E a medida que comecei a entender melhor como utilizar o material, me arrisquei em pinturas mais complexas como a desse peixe logo acima. A seguir, o desenho à direita (a fruta de uma árvore de cacau), foi o primeiro desafio que me propus com os gizes. Usei basicamente as cores amareladas, avermelhadas e marrons, além do branco. O desenho à esquerda, foi o segundo realizado com os pasteis. Nele, testei basicamente os amarelos e o branco. A seguir, nos desenhos à esquerda, fiz testes com os gizes que possuem cores avermelhadas e esverdeadas. Já no desenho da direit

Boitatá | Gouache

Saudações visitantes! Vocês já assistiram alguma série que os deixou animados? Loucos para verem o próximo episódio? Então, assisti recentemente a série  Cidade Invisível , da Netflix. Ela foi inspirada no folclore brasileiro e apesar de não ter o roteiro perfeito, me deixou empolgadíssimo. Chegou ao ponto de postergar a conclusão da série a fim de saborear melhor a história e os personagens. Enfim, todo esse hype me fez criar a pintura que vêm a seguir. Ela foi inspirada pela lenda do Boitatá, uma criatura mítica do nosso folclore e que, apesar de não aparecer na série (ainda), é uma das minhas preferidas. Segundo a Wikipedia: Boitatá é um termo tupi-guarani, usado para designar, em todo o Brasil, o fenômeno do fogo-fátuo, e deste derivando algumas entidades míticas, das primeiras registradas no país. Para compor a pintura, usei fotos de referência da floresta amazônica e de algumas cobras. Queria representar um ambiente escuro para que o brilho do fogo se destacasse e eu acho que c

Minhas três melhores borrachas

 Saudações visitantes! Vou voltar a fazer um tipo de postagem que eu usava muito no blog antigo, são as "postagens drops ". Elas geralmente são sucintas e em sua maioria, análises práticas. Nessa publicações, muitas vezes apenas exponho minha opinião ou experiência com algum material ou como o utilizo. Espero que gostem! Infelizmente, não vou ter fotos desses materiais para mostrar, por que eu não fiz essas fotos quando comprei esses itens. Sendo assim, vou usar fotos da internet mesmo e vou citar as fontes para evitar dor de cabeça. Lembro ainda que essa é a minha opinião, você pode experimentar esses materiais e chegar às suas próprias conclusões. Te convido à expor suas opiniões nos comentários também, o aprendizado deve ser uma constante. Vamos aos itens: 3° - Borracha Faber-Castell Preta FC Max Na época que comprei essa borracha, cismei que precisava recompor minha bolsa de materiais para desenho e esboço com materiais da cor preta. Por causa disso, comprei essa borracha