Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2022

Canson Aquarelle XL + Pocket Box Van Gogh | Watercolor

 Saudações visitantes! Hoje vou mostrar para vocês os estudos que fiz com a aquarela Pocket Box da Van Gogh com o Papel Canson Aquarelle XL. Os primeiros testes que fiz com a aquarela da Van Gogh foram realizados em dois tipos de papeis, o Canson Aquarela 300 g e o Canson Desenho 200g . Eu gostei de usar os dois papeis por motivos diferentes, o Aquarela por ser muito resistente e o Desenho , por expandir a tinta de um jeito bonito . Mesmo assim, esses dois papeis tem suas "deficiências", o Aquarela 300 g tem uma textura canelada que não me apetece nem um pouco, já o Desenho 200 g, não foi pensado para técnicas aguadas, então além de enrugar muito, resiste a um número menor de pinceladas. Por isso resolvi apostar no papel da Canson que vem logo em seguida, o Aquarelle 300 g XL (melhor custo benefício em relação ao Montval) e eu encontrei um papel incrível para técnicas úmidas e aguadas . O Canson Aquarelle XL contém tanto a resistência do Aquarela 300 g quanto a textura sua

Morpheus | Gouache

Saudações visitantes! Ultimamente, tenho estudado muito pintura com acrílica e aquarela e como são materiais diferentes do guache, acabei ficando com saudade do meu material principal. Sendo assim, na semana passada ou retrasada, resolvi que ia pintar algo especial para matar minha vontade. Como estava no hype do Matrix por causa do quarto filme (sou fã desde quando assisti o primeiro em VHS), então resolvi pintar o Morpheus (Laurence Fishburne). Para essa pintura, usei apenas guache sobre papel Kraft 180 g - A4. Apensar de ser um papel simples, ele é muito resistente, chega a ser impressionante. Uso ele com pastel seco e com guache e ele aguenta bem, acredito que até com acrílica ele se dê bem. Foi um trabalho muito divertido de realizar, fazia muito tempo que não pintava nada nesse nível com guache e isso é muito bom. De certa forma, voltei às minhas origens. Sei que ele não está perfeito, mas é o melhor que consigo fazer nesse momento e acho que já está bom para mim. A parte mais

Overhelmed | Gouache

 Saudações! Quem me acompanha no Instagram sabe que há algum tempo, publiquei uma pintura sobre como estava me sentindo à respeito da pandemia. No post, falo sobre as consequências de se estar longe de pessoas queridas, também conto como é estar longe de coisas que gosto de fazer por diversão e reflito sobre os impactos disso em mim. Hoje quero compartilhar com vocês o segundo trabalho dessa série: Sobrecarregado . No fim da postagem tem as imagens do primeiro trabalho , Coração Fragmentad o, caso estejam com preguiça de acessar meu Instagram para conferir o original. Tentei pintar algo que demonstrasse o incômodo de ter uma mente "sobrecarregada" de pensamentos e de preocupações. Queria causar um incômodo visual, por isso propus algo que estressa a visão do observador.  O intuito era de transmitir visualmente, mesmo que em uma parcela ínfima, o incômodo de se sentir assim. Espero ter alcançado esse resultado. Usei apenas guache nesse trabalho, como de costume para os trabal