Princess of the Amazons

Saudações caros visitantes!

Hoje, vou mostrar para vocês a última pintura que fiz, mais uma utilizando técnicas mistas.


Tem umas três semanas que estou trabalhando nessa pintura. Usei aquarela, guache, acrílica e lápis de cor para concluir esse estudo e o fato de estar trabalhando em casa por causa da pandemia de COVID-19, só dificultou mais ainda esse processo. Agora tenho usado até minhas horas vagas para adiantar os trabalhos.


Percebi que a aquarela é o material ideal para pintar pele, no geral, a qualidade de construção de degradês aliada à alta transparência da tinta, que possibilita sobreposição de camadas de cor, nos confere um pode incrível. Por isso, a base dessa pintura foi construída toda utilizando as aquarelas da Talens, as Van Gogh.


Depois de construir as bases, usei o guache, também da Talens, para definir os detalhes e marcar os volumes e as texturas. Nesse ponto da pintura, precisei tomar cuidado, pois o guache tem muito poder de cobertura, opacidade, por isso, se eu exagerasse, acabaria matando os efeitos que obtive com a aquarela.

A finalização, se deu quando selei todo o trabalho usando verniz para em seguida começar a trabalhar com a tinta Acrílica da Pebeo. Usei ela para criar efeitos de luz e alterar a iluminação da pintura.  Envelhecendo a pintura, deixando-lhe com uma atmosfera mais clássica. Os chicotes dourados receberam um pouco de iluminação também.


Em algumas ocasiões, pode ser necessário aplicar um pouco de lápis de cor nos detalhes e em algumas variações de cor. Uso eles depois do verniz, por que eles apresentam um resultado melhor em superfícies ásperas.

Espero que tenham gostado, esse estudo almejava criar uma pintura com aspecto clássico. Por isso, até a aparência da personagem foi moldada para que se pudesse atingir esse objetivo.

Abraços e até breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Talvez você goste disso também:

Giz Pastel Oleoso

Saudações caros visitantes! Até cerca de uma semana atrás, dos materiais que eu possuo, acreditava que os pasteis oleosos eram os mais di...