Lápis digital para esboço

Saudações caros visitantes!


Faz um bom tempo que estou estudando como desenvolver pinceis no Photoshop que simulem materiais de mídia natural com fidelidade. Recentemente, desenvolvi um pincel que simula lápis para esboço e hoje vou mostrar para vocês como fiz isso. O desenho acima foi desenvolvido com esse pincel.

O segredo desse "lápis" é a forma como a textura dele é criada, um truque que aprendi há pouco tempo, estudando as ferramentas que tem no menu de configurações do pincel no Photoshop.

Sei que a pintura digital, nem sempre, busca atingir os mesmos resultados da mídia natural, também sei que o CorelPainter foi desenvolvido com ferramentas que simulam perfeitamente as mídias naturais, mas nesse último quesito encontrei dois obstáculos. Primeiro, ele requer um computador muito potente para simular esses materiais e segundo, não me adaptei ao funcionamento do programa, já que utilizo o Photoshop há muito tempo.

A saída que encontrei foi estudar o funcionamento do Photoshop, a fim de criar meus próprios pinceis ou utilizar o programa de uma forma que simulasse com a maior fidelidade possível, mídia natural.

Então, que tal começarmos com o tutorial criando a textura do lápis?

Coletei na internet, a imagem ao lado, ela será nossa textura. Mas fique à vontade para utilizar a textura que quiser.

O primeiro passo é criar uma imagem no Photoshop com 5000 x 5000 px com 300 dpis de resolução.


Em seguida, você importa para a tela, a imagem da textura e aumenta seu tamanho para que ela preencha toda o espaço.


O próximo passo é converter essa imagem em escala de tons de cinza utilizando o menu Image >> Mode >> Grayscale. Contudo, para que o resultado fique bom, precisamos valorizar sua textura alterando os níveis de Luz e Contraste da imagem.

Acesse o menu Image >> Adjustments >> Brightness/Contrast. Essa alteração irá definir a profundidade da textura, então você pode criar mais de uma opção com a mesma textura.



Depois desse passo, é necessário criar o formato do pincel da textura, gosto que esses pinceis fiquem com o formato arredondado para facilitar a mesclagem dele em aplicações de camadas (depois vocês entenderão). Mas não é uma regra, também utilizo pinceis quadrados e retangulares. Para obter o efeito a seguir, é necessário converter o background em layer, para fazer isso, basta clicar duas vezes seguidas sobre ele. O próximo passo é acionar o menu de efeitos dessa layer, clicando no botão fx que fica na base da janela das layers. Aplique um efeito de degrade radial do preto para o branco com o Blend Mode Multiply ativado. Confira na imagem a seguir.


Utilizando o Color Rage, eu selecionei a área escura da imagem e depois inverti a seleção para que o Photoshop coletasse todos os tons mais claros que ele encontrasse. Se eu utilizasse o Color Rage para selecionar os tons claros, ele ignoraria alguns dos tons mais escuros e isso não é interessante para nossa textura.


Para finalizar, basta ir ao menu Edit >> Define Brush Preset e criar o pincel de textura com o nome que desejar. Deixo separado dos pinceis comuns, todos os pinceis que possuo que são texturas, já que eles são apenas uma espécie de suporte para os demais. Vejam a seguir, o pincel e o teste da textura básica que criamos. Nesse passo, podemos ver como será a forma do pincel, seu tamanho final (4890 px) e seu nome.


Agora vamos criar o pincel que simula o lápis para esboço.

Clique em um pincel simples, aqueles redondos de borda seca, básicos do Photoshop e defina o tamanho dele, inicialmente utilizei 14 px, por que geralmente trabalho com pinturas em telas de 5000x3000 px e esse tamanho de pincel é confortável para mim, depois, acabei mudando para metade desse tamanho.

Para ativar o menu, a seguir pressione a tecla F5 e copie as configurações que fiz.


O próximo passo é o mais importante, ele define o funcionamento do pincel e faz com que ele simule algo próximo de um traço de lápis. E para isso, escolha na janela do menu acima, a opção Dual Brush.


No menu de configuração do Dual Brush, no canto superior direito, ficam os formatos dos pinceis. Você precisa procurar nessa área e selecionar o pincel da textura que criamos anteriormente e o jeito mais fácil de localizá-lo, é pelo tamanho final, no meu caso ele ficou com 4890 px, mas se vc ficou em dúvida de onde encontrar esse tamanho, observe no passo que falo sobre salvar o pincel de textura.

Na imagem anterior, vocês podem conferir também a configuração básica do funcionamento do Dual Brush e um traço que fiz como teste. Na imagem a seguir, é possível ver as configurações que me agradaram. A melhor forma de obter um resultado satisfatório, é ir testando a medida que você vai modificando os controles.

Tome cuidado com os controles Scatter e Count, em certas situações eles são bem úteis, mas nesse caso, se você não souber utilizá-lo, ou utilizar em excesso, ele fará seu pincel ficar lento.


E eis os testes finais que fiz antes de salvar o pincel com um tamanho apropriado para telas pequenas.


Como eu disse, esse é um pincel para esboços, então não dá para desenhar com ele com o tamanho acima dos 50 px, a textura fica distorcida e a sensação de rabisco se perde.

Se vocês quiserem, coletei as seguintes texturas para os meus pinceis na internet, para fazer o download é clicar nelas e salvar no seu computador.





Gostaram do tutorial,? E do pincel? Ficaram com dúvidas? Então deixe seu comentário que assim que possível, lhe responderei.

Abraços e até breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde um pouco. Assim que eu ler seu comentário, ele será publicado e terei o maior prazer em respondê-lo.

Agradeço por comentar!

Um abraço e até breve.