Pular para o conteúdo principal

Postagens

Lestat of Lioncourt | Watercolor

Saudações! Hoje, vou mostrar para vocês o último trabalho que fiz usando a aquarela Van Gogh da Talens. Para quem não conhece, essa é uma pintura do personagem Lestat de Lioncourt , vampiro interpretado por Tom Cruise na adaptação para o cinema do romance Entrevista com o vampiro de Anne Rice. Nessa pintura em formato A4, usei o papel Canson XL Aquarelle 300 g e só apliquei guache branco nos brilhos do rosto, cuja reserva de aquarela não foi suficiente. Acho que nem preciso falar mais da aquarela em si, ela é simplesmente incrível e o set de cores tem me atendido perfeitamente. Inclusive, tem cores que utilizo muito e que já vejo ser necessário realizar a reposição em um futuro próximo. Esse papel é excelente! Adorei trabalhar nele com aquarela e para o tipo de pintura que eu faço, ele atende perfeitamente. Um dia, ainda vou experimentar os de algodão, mas por enquanto, o jeito é trabalhar com esse mesmo. Para mim, a combinação da aquarela e do guache da Talens são minhas ferramentas

Ruth Souza | Watercolor

Saudações visitantes! Hoje vou falar sobre o primeiro trabalho de 2022 para a Série Grandes Pretos . É uma pintura de um personagem da atriz Ruth Souza, uma das mais importantes atrizes brasileiras de todos os tempos. No site Ipeafro , vocês podem conferir um pouco da história dela. Para esse trabalho, usei o papel Canson Aquarela 300 g - A4 (como de costume, usei o verso da folha, sem textura) e a aquarela Van Gogh Pocket Box. Essa aquarela é incrível, todo novo trabalho realizado com ela me impressiona. Mas para esse, resolvi que além de pintar um retrato, faria um estudo cromático com cores frias e quentes e gostei muito do resultado. Enfim, espero que tenham gostado.  Abraços e até breve!

Freedom in the feet | Stamp

 Saudações caros visitantes! Estou passando aqui hoje para lhes mostrar a última estampa que publiquei no  Colab55 . Gostei bastante desse trabalho, por que ele foi feito tanto à mão, quanto digitalmente e essa interação, apesar de trabalhosa, é muito divertida. Agora, vamos falar um pouco sobre o processo de produção dessa estampa. Esse desenho foi feito com nanquim em folha lisa 90 g, usando tanto bico de pena , quando a caneta Pentel Pocket Brush (que aliás, a tinta acabou e tá precisando de recarga, mas o custo esta muito alto).  Depois de finalizar o desenho, digitalizei e tratei ela no Krita . Limpando algumas áreas e redesenhando outras. Já falei que estou amando o Krita hoje? Não? Então vou dizer, ele é incrível! Depois de tratar o lineart , apliquei retícula com um brush especial do Krita e mudei a cor, para que "conversasse" melhor com as cores de preenchimento. Fiz alguns testes e decidi trabalhar com uma tabela entre azul e vermelho, variando saturação e valor

Encomendas abertas!

Saudações visitante! É com muita felicidade e apreensão que faço o post de hoje e apesar de estar feliz por abrir essa porta, me sinto apreensivo, pois esse será um caminho desconhecido para mim. Mas vamos lá... Bom, hoje vou falar com vocês sobre os motivos que me levaram a abrir espaço para encomendas . Vou mostrar algumas das minhas limitações e vou tentar esclarecer uma coisa ou outra sobre isso. A princípio, serão aceitas encomendas de trabalhos feitos com aquarela , guache e acrílica . Mas com algumas restrições, como: Por enquanto, pinturas em guache e aquarela só podem ser disponibilizadas no formato A4 ou inferior e em papel. Pinturas com acrílica podem ser fornecidas em formatos superiores ao A4, inclusive em telas de qualquer formato. Não consigo trabalhar com painéis ou com paredes ainda. E caso o cliente deseje a aplicação de molduras ou similares, o custo será passado à parte. Lápis de cor , pastel seco e oleoso até podem vir a ser utilizados como materiais de suport

Canson Aquarelle XL + Pocket Box Van Gogh | Watercolor

 Saudações visitantes! Hoje vou mostrar para vocês os estudos que fiz com a aquarela Pocket Box da Van Gogh com o Papel Canson Aquarelle XL. Os primeiros testes que fiz com a aquarela da Van Gogh foram realizados em dois tipos de papeis, o Canson Aquarela 300 g e o Canson Desenho 200g . Eu gostei de usar os dois papeis por motivos diferentes, o Aquarela por ser muito resistente e o Desenho , por expandir a tinta de um jeito bonito . Mesmo assim, esses dois papeis tem suas "deficiências", o Aquarela 300 g tem uma textura canelada que não me apetece nem um pouco, já o Desenho 200 g, não foi pensado para técnicas aguadas, então além de enrugar muito, resiste a um número menor de pinceladas. Por isso resolvi apostar no papel da Canson que vem logo em seguida, o Aquarelle 300 g XL (melhor custo benefício em relação ao Montval) e eu encontrei um papel incrível para técnicas úmidas e aguadas . O Canson Aquarelle XL contém tanto a resistência do Aquarela 300 g quanto a textura sua

Morpheus | Gouache

Saudações visitantes! Ultimamente, tenho estudado muito pintura com acrílica e aquarela e como são materiais diferentes do guache, acabei ficando com saudade do meu material principal. Sendo assim, na semana passada ou retrasada, resolvi que ia pintar algo especial para matar minha vontade. Como estava no hype do Matrix por causa do quarto filme (sou fã desde quando assisti o primeiro em VHS), então resolvi pintar o Morpheus (Laurence Fishburne). Para essa pintura, usei apenas guache sobre papel Kraft 180 g - A4. Apensar de ser um papel simples, ele é muito resistente, chega a ser impressionante. Uso ele com pastel seco e com guache e ele aguenta bem, acredito que até com acrílica ele se dê bem. Foi um trabalho muito divertido de realizar, fazia muito tempo que não pintava nada nesse nível com guache e isso é muito bom. De certa forma, voltei às minhas origens. Sei que ele não está perfeito, mas é o melhor que consigo fazer nesse momento e acho que já está bom para mim. A parte mais

Overhelmed | Gouache

 Saudações! Quem me acompanha no Instagram sabe que há algum tempo, publiquei uma pintura sobre como estava me sentindo à respeito da pandemia. No post, falo sobre as consequências de se estar longe de pessoas queridas, também conto como é estar longe de coisas que gosto de fazer por diversão e reflito sobre os impactos disso em mim. Hoje quero compartilhar com vocês o segundo trabalho dessa série: Sobrecarregado . No fim da postagem tem as imagens do primeiro trabalho , Coração Fragmentad o, caso estejam com preguiça de acessar meu Instagram para conferir o original. Tentei pintar algo que demonstrasse o incômodo de ter uma mente "sobrecarregada" de pensamentos e de preocupações. Queria causar um incômodo visual, por isso propus algo que estressa a visão do observador.  O intuito era de transmitir visualmente, mesmo que em uma parcela ínfima, o incômodo de se sentir assim. Espero ter alcançado esse resultado. Usei apenas guache nesse trabalho, como de costume para os trabal