Minhas três melhores borrachas

 Saudações visitantes!

Vou voltar a fazer um tipo de postagem que eu usava muito no blog antigo, são as "postagens drops". Elas geralmente são sucintas e em sua maioria, análises práticas. Nessa publicações, muitas vezes apenas exponho minha opinião ou experiência com algum material ou como o utilizo. Espero que gostem!

Infelizmente, não vou ter fotos desses materiais para mostrar, por que eu não fiz essas fotos quando comprei esses itens. Sendo assim, vou usar fotos da internet mesmo e vou citar as fontes para evitar dor de cabeça. Lembro ainda que essa é a minha opinião, você pode experimentar esses materiais e chegar às suas próprias conclusões. Te convido à expor suas opiniões nos comentários também, o aprendizado deve ser uma constante.

Vamos aos itens:

3° - Borracha Faber-Castell Preta FC Max

Na época que comprei essa borracha, cismei que precisava recompor minha bolsa de materiais para desenho e esboço com materiais da cor preta. Por causa disso, comprei essa borracha da Faber-Castell e felizmente adorei. Ela é excelente, não mancha o papel, remove bem o grafite, não é arenosa e não "agride" a superfície da folha, além de ser bem acessível. E o plástico que envolve ela, além de ser anatômico, mantém a borracha longe da gordura das nossas mãos e isso é muito importante.

Link para a fonte da imagem.

Retorno?

Saudações caros visitantes!

Por vários motivos, faz um bom tempo que não publico nada aqui e apesar de saber que para quem visita o blog, essa ausência pareça descaso, afirmo que não é. Como todo adulto em certos períodos de sua vida, nos últimos anos, a minha passou por mudanças que me roubaram boa parte do tempo e da empolgação que tinha para compartilhar meus conhecimentos sobre arte. Esse era o ideal que alimentou o cerne deste blog por um bom tempo. Ato este, que me deixava muito feliz no começo e que depois de um tempo, por cobranças pessoais, se tornou um fardo.

Algumas dessas mudanças também me propiciaram ter acesso a muitas coisas que eu não tinha antigamente, inclusive materialmente. Mas uma das coisas que mais mudaram, foi a intensidade com que o cansaço existencial afeta minha mente. Hoje, mais velho, mais vivido e mais cansado, tenho experiências que não só enriquecem minha mente, mas que também aumentam o peso de cada passo que dou. E nem vou usar esse post para falar sobre a pandemia, isso ainda "vai render pano para muita roupa". (Sim! Adaptei o ditado para que em uma possível tradução, ele possa ser compreendido. É eu também virei o "cara" dos ditados, a idade propicia isso, acostumem-se.)

Giz Pastel Oleoso

Saudações caros visitantes!

Até cerca de uma semana atrás, dos materiais que eu possuo, acreditava que os pasteis oleosos eram os mais difíceis de se utilizar. Tentei aprender como funcionavam em três oportunidades diferentes e em nenhuma delas, obtive resultados satisfatórios. Mas isso mudou quando resolvi me desafiar.


No início, fiz testes explorando as variações de cores disponíveis em desenhos bem simples. E a medida que comecei a entender melhor como utilizar o material, me arrisquei em pinturas mais complexas como a desse peixe logo acima.

O desafio Mr. Freeze

Saudações caros visitante!

Recentemente, fui convidado por um amigo(@thiagoactuarian) à participar de uma competição de criação de trabalhos artísticos no Instagram. O desafio consistia em pintar algo usando cores frias e publicar usando a hashtag "dezafio3". Esse desafio, foi proposto pela loja de materiais artísticos Dezaina em parceria com a COPIC.

Para ser sincero, por mim, não participaria desse desafio, principalmente por causa da falta de tempo (mesmo nessa quarentena, continuei trabalhando de casa) e por causa do que estamos vivendo atualmente, esse momento de insanidade política do Brasil. Mas, como eu fui convidado por um amigo, resolvi aceitar a proposta.


Depois de pensar bem sobre o que pintaria, resolvi aproveitar uma ideia que tive há um tempo. A de desenhar vilões do Batman, um dos super-heróis que eu mais gosto. E como o desafio era sobre cores frias, desenhar o Mr. Freeze veio bem a calhar.

Princess of the Amazons

Saudações caros visitantes!

Hoje, vou mostrar para vocês a última pintura que fiz, mais uma utilizando técnicas mistas.


Tem umas três semanas que estou trabalhando nessa pintura. Usei aquarela, guache, acrílica e lápis de cor para concluir esse estudo e o fato de estar trabalhando em casa por causa da pandemia de COVID-19, só dificultou mais ainda esse processo. Agora tenho usado até minhas horas vagas para adiantar os trabalhos.

Talvez você goste disso também:

Princess of the Amazons

Saudações caros visitantes! Hoje, vou mostrar para vocês a última pintura que fiz, mais uma utilizando técnicas mistas . Tem umas tr...